Quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

Família é a principal influência na contratação do Seguro de Pessoas

Família é a principal influência na contratação do Seguro de Pessoas

A indicação de um seguro e o conhecimento do consumidor em relação ao mercado foram retratados por pesquisa, realizada pela FenaPrevi, com 1,5 mil indivíduos nas cinco regiões do Brasil. No estudo, o corretor de seguros foi apontado por 18% como o principal responsável pela apresentação de um seguro, ficando em terceiro lugar, na dianteira dos gerentes de banco, com 17%, e atrás da indicação dos familiares, com 32%, e do trabalho, com 20%.

O restante da amostra tomou conhecimento do seguro que contratou por meio de propagandas ou anúncios (6%) colegas de trabalho (5%), vizinhos (3%), internet (3%), concessionária de serviço público (2%), call center (2%), orientação do empregador (1%), conta de luz, água, telefone, condomínio (1%) e outros (2%). “As relações familiares são a principal fonte de informação dos segurados, pois a referência de boas experiências e a satisfação pessoal é muito importante para propagar os benefícios do seguro”, explica o presidente da FenaPrevi, Osvaldo Nascimento.

De acordo com a pesquisa, a falta de informações ainda é um obstáculo para a contratação do seguro, representando 5% da amostra. No entanto, a maior dificuldade é a falta de renda para adquirir uma apólice, com 53%, seguida da falta de interesse, 44%, e preço alto com 15%.

Sobre a importância de se ter um seguro pessoal, apenas 18% dos entrevistados disseram ser indispensável, enquanto 54% consideram importante e 22% revelaram ser pouco importante contar com a proteção. “Ainda é baixo o índice de conhecimento e das vantagens e isso nos traz oportunidades de expansão em novas regiões e classes sociais.”

Fonte: Sincor-SP