Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Dinheiro desviado já chegou a R$ 2 milhões; uma pessoa foi presa em flagrante

Dinheiro desviado já chegou a R$ 2 milhões; uma pessoa foi presa em flagrante

A polícia de São Paulo investiga um novo golpe através de boletos bancários. Golpistas fraudam o número do código de barras das contas para desviar o dinheiro dos pagamentos. Uma pessoa foi presa em flagrante sacando o dinheiro desviado.

Segundo a polícia, depois que a numeração do código de barras é trocada, o dinheiro pago vai para a conta corrente dos criminosos. O delegado Eduardo Gobbetti explica que a adulteração acontece por pessoas que trabalham nas empresas.

— São pessoas que trabalham nas empresas e têm acesso a informação, ou que prestam serviço para eles, porque só eles têm como adulterar e saber quando acontece o pagamento.
Em apenas um inquérito da Delegacia de Investigações sobre Estelionato de São Paulo, o prejuízo chega a mais de R$ 2,5 milhões. As vítimas são de hospitais e universidades, em sua maior parte, que pagaram a conta em dia.

De acordo com o delegado, sempre que o consumidor for pagar uma conta, deve pedir ao funcionário do banco para confirmar o nome do cedente.
— Se o valor foi muito alto, o cliente deve pegar a fatura diretamente no local emitente, dificultando mais a fraude.

A polícia investiga esse tipo de fraude há três anos. Em alguns casos foram desviados até R$ 2 milhões. Para aplicar o golpe, a quadrilha precisa saber da existência da fatura, o valor exato a ser pago e os dados da pessoa que vai receber o boleto pelo correio.

Fonte: Noticias.R7.com